sábado, 23 de abril de 2011

Candidato a reitor da Ufal, Eurico Lobo fala em desafios para a futura gestão


Reproduzo excelente entrevista do meu candidato a Reitor da UFAL professor Eurico Lobo concedida ao Cada Minuto:


São 32 anos de dedicação exclusiva ao ensino, à pesquisa e a extensão como professor, pesquisador e gestor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Com mestrado e doutorado em Química feitos na França, Eurico Lobo jamais perdeu o foco no desenvolvimento de Alagoas.

Atual vice-reitor, dividindo a vitoriosa gestão da Ufal com reitora Ana Dayse Rezende Dorea, o professor agora parte para mais um desafio: suceder a reitora no comando da Universidade a partir do final de 2011.
Nesta entrevista ao Cada Minuto, o já candidato a reitor fala sobre sua candidatura. Confira:

Cada Minuto: Por que ser reitor da Ufal?

Eurico Lobo: Para consolidar as conquistas da atual gestão e para garantir ainda mais avanços para Alagoas por meio da expansão, com qualidade, da Ufal.

Os últimos anos foram tempos crescimento e de interiorização da Universidade, de contratação de mais de 700 professores e do alcance da marca de mais de 23 mil estudantes em mais de 80 cursos só de graduação, incluindo a educação a distância. Este trabalho precisa não somente continuar. Ele precisa ser incrementando, agregando ainda mais energia e agilidade à gestão da Universidade.

Como atingir estes objetivos?

Fazendo com que as conquistas dos últimos 8 anos não sejam descontinuadas e imprimindo ainda mais a marca da modernização, da transparência e da ousadia que fez a Ufal, por exemplo, chegar ao sertão e ao agreste de Alagoas com 27 cursos de graduação, atendendo a quase 6 mil alunos.

Quando assumimos a Ufal em dezembro 2003 o desafio era gigantesco, pois faltava pessoal, faltava motivação e os recursos para investimentos eram mínimos. Hoje o cenário é diferente, muito já foi conquistado e, acima de tudo, hoje nosso grupo está ainda mais preparado para fazer a Ufal continuar a se desenvolver.

Quais as principais conquistas da gestão atual?

São inúmeras. Muitas vezes quem chega agora à Ufal não tem este comparativo, mas é preciso que ele seja traçado. Hoje nós temos obras concluídas e em andamento com construções de salas de aula e laboratórios de ensino e de pesquisa.

Temos uma biblioteca climatizada e com acervo atualizado. A nova residência universitária e novo restaurante universitário estão em construção. Temos a Ufal instalada no interior. Realizamos inúmeros concursos para docentes e técnicos administrativos.

O Reuni trouxe investimentos concretos para a Universidade. A assistência estudantil foi em muito incrementada, com aumento considerável no número de bolsas e outros meios de assistência para nosso alunado. Para se ter uma idéia, hoje quase 3.200 estudantes da Ufal recebem algum tipo de assistência estudantil, seja bolsa ou auxílio financeiro. No começo de nossa gestão tínhamos somente pouco mais de 300 estudantes beneficiados com estas bolsas ou auxílios.

O que precisamos é manter estes ganhos e avançar ainda mais. O projeto da Ufal para reverter os indicadores sociais de Alagoas está só no começo. Qualquer alteração nesta trajetória vai fazer com que voltemos aos indicadores anteriores de uma Universidade sem interlocução com a sociedade.

Mas há também críticas com relação a alguns atrasos em obras, à violência no campus e outros problemas do cotidiano acadêmico...

Criticas todas necessárias, pertinentes, que vem sendo alvo de trabalho intenso da gestão, com soluções concretas apresentadas a nossa comunidade. Problemas que são causados pela burocracia, como alguns atrasos em obras, ou pela violência que assola nosso estado e que faz da Ufal mais uma vítima, porque realizamos um investimento muito grande em sistemas de vigilância e combate à criminalidade no campus.

Mas mesmo assim podemos afirmar sem receio que nossa candidatura representa seguir em frente, com um trabalho que vem dando muito certo. Tenho certeza que a comunidade acadêmica saberá distinguir nosso trabalho e nosso compromisso acadêmico.

Toda a gestão da Ufal está unida em torno de nossa candidatura, sem contar os inúmeros apoios que recebemos de estudantes, técnicos, professores e entidades de classe. Também temos recebido apoio das principais lideranças políticas, intelectuais, sociais e empresariais de nosso estado.

0 comentários:

Postar um comentário

Busca

Receba por email

Perfil

Minha foto
Ex-diretor da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e ex-presidente da União da Juventude Socialista (UJS) de Alagoas. Atual militante e presidente do Comitê Municipal de Maceió do Partido Comunista do Brasil, PCdoB.
Tecnologia do Blogger.

Seguidores