quinta-feira, 10 de julho de 2014

Enxugadas as lágrimas, há muito o que comemorar e lutar


O Brasil passa por um importante momento, se aproxima o fim da Copa do Mundo de futebol, até aqui realizada com êxito. Os pessimistas que apostaram na derrota do país, dentro e fora de campo, receberam do povo nada mais que o merecido desprezo.

A derrota da seleção brasileira na semifinal deixou o país triste e o mundo surpreso, é certo que muitos desejavam esse resultado, não admitiam que o megaevento desse certo e que a seleção coroasse a “Copa das Copas” com o hexa. Mas, enxugadas as lágrimas, o povo brasileiro tem motivos por demais para comemorar o sucesso da realização de uma Copa histórica.

A final se avizinha, será no domingo dia 13, e no sábado teremos nossa última batalha em campo na disputa do terceiro lugar. Aos poucos, outra enorme batalha começa a tomar os corações e mentes de todo o país, só que dessa vez milhões de brasileiros estarão em campo e a final será no dia 05 de outubro, nas urnas.

É nas eleições que a luta política em curso toma contornos mais nítidos, que fervilham as ideias e se contrapõem projetos e interesses, mesmo com as tentativas de rebaixamento dos “grandes debates” e da privatização dos interesses coletivos, promovida pela sociedade do consumo.

A atuação das forças políticas não se dá de forma espontânea ou destoante dos interesses que essas representam. É preciso enxergar tal batalha como o momento de disputar consciências, de conquistar poder político concreto, de ampliar a capacidade de influência e mobilização no seio do povo e de organizar o partido para as grandes e pequenas lutas.

O povo brasileiro, protagonista do espetáculo que tem sido a Copa do Mundo de Futebol, poderá demonstrar mais uma vez sua capacidade em construir uma nação soberana, exemplo para o mundo no combate das profundas desigualdades que lhe amargam, e que não abre mão do seu direito ao desenvolvimento econômico, social e cultural.

Que o time das mudanças possa mudar ainda mais o Brasil, aprofundar as conquistas inauguradas com Lula e avançar na superação dos obstáculos que nos prendem ao atraso. Que as lágrimas no dia 05 de outubro não sejam do povo, mas sim daqueles que torcem contra o país e sua gente!

Busca

Receba por email

Perfil

Minha foto
Ex-diretor da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e ex-presidente da União da Juventude Socialista (UJS) de Alagoas. Atual militante e presidente do Comitê Municipal de Maceió do Partido Comunista do Brasil, PCdoB.
Tecnologia do Blogger.

Seguidores